Um ator vestido como segurança supervisiona o evento. Ao localizar o homenageado, fica por perto, analisando o comportamento dele. Aborda outras pessoas, chamando a atenção de todos que, na visão dele, estão agindo de maneira pouco adequada ao ambiente. Ele é invocado, não tem paciência, e se alguém retruca, ele intimida com o clássico “desacato à autoridade”.

Quando novamente chega perto de seu alvo diz ter que retirar a pessoa da festa pois estão reclamando de suas atitudes. Pede documento, solicita que encoste na parede para fazer uma revista, e, depois de um certo bafafá, o segurança começa a fazer perguntas íntimas. “O torturado” começa a desconfiar, e o ator revela quem armou a pegadinha.